CAMAÇARI : corpos dos jovens da Cetrel são largados na Itinga em estado de decomposição


Dois corpos foram deixados já em estado de decomposição na Travessa da Rua Gerino de Souza Filho, em Itinga, na cidade de Lauro de Freitas, na noite desta sexta-feira (18). Apesar da polícia ainda não ter confirmado a identidade, a família de Micael Nascimento dos Santos, de 21 anos, e Emerson Rocha Pereira, 22, desaparecidos desde a última quarta-feira (15), não tem dúvidas que sejam os jovens.

Micael e Emerson moravam em Camaçari. A família recebeu vídeos que mostra a dupla sendo espancada e brutalmente assassinada dentro de uma casa. A partir das imagens, as mães dos jovens tem certeza que se trata de Micael e Emerson. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Visão Diária


Professor morre após carro capotar e pegar fogo


Professor morre após carro capotar

 

O professor e bioquímico Oswaldo José Lucas, de 66 anos, morador da cidade de Itamaraju, extremo sul da Bahia, morreu após o carro que dirigia capotar e pegar fogo na BA-489, na manhã deste sábado (18).

O acidente ocorreu no trecho da rodovia entre os municípios de Itamaraju e Prado. O carro saiu da pista com o capotamento.

Oswaldo ainda foi retirado do carro por algumas pessoas que passavam pelo local, mas quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou, confirmou que ele não resistiu aos ferimentos e morreu.A vítima ensinava química em escolas municipais da cidade de Itamaraju. Não há informações sobre o sepultamento. As informações são do G1 BA / TV Santa Cruz.


Professora forçava alunos a fazer sexo com ela em troca de notas


Professora forçava alunos a fazer sexo com ela

 

Uma professora colombiana está sendo acusada de estuprar seus alunos do ensino médio. De acordo com o Daily Mail , a mulher forçava os adolescentes, de 16 e 17 anos, a fazer sexo com ela em troca de boas notas. Identificada como “Yokasta M”, a docente pode ficar até 40 anos na prisão.

Segundo o Canal 4 , os casos aconteceram na cidade de Medellín, na Colômbia, entre os meses de janeiro e abril deste ano. A professora chegava até os estudantes por meio das redes sociais, pedindo seus números de telefone “para ajudá-los com a lição de casa”. Yokasta, de 40 anos, usava o WhatsApp para enviar fotos íntimas e propostas sexuais aos alunos.

Casada, ela convidava os adolescentes a passar um tempo em seu apartamento, e chegando lá, os jovens eram coagidos a transarem com a mulher sob a ameaça de repetirem de ano, caso negassem. O crime foi descoberto depois de uma de suas vítimas contar a história aos pais, que tiveram acesso às mensagens e imagens enviadas ao celular do filho. Queixas foram prestadas e a mulher foi presa. Agora, seu marido entrou com um pedido de divórcio e, detida, ela pode ficar até quatro décadas na prisão.

Caso semelhante nos Estados Unidos 

Uma situação muito parecida aconteceu no estado americano de Oklahoma na quarta-feira (15). Hunter Days, docente de ciências do Yukon High School, foi presa acusada de manter relações sexuais com um aluno menor de idade. De acordo com o site AJC , a mulher tem 22 anos e é casada com o técnico de futebol da escola onde lecionava. Ela foi detida pelo Departamento de Polícia do Condado de Canadian sob as acusações de estupro de menor de idade e posse de pornografia infantil.

O caso começou a ser investigado quando os pais da vítima encontraram mensagens explícitas e fotografias íntimas no celular do estudante. “Essa é uma clássica situação de violação da confiança pública. Professores de escola são encorajados a proteger e educar nossas crianças, e não devem se envolver em relações sexuais ilegais com eles”, Chris West, xerife do Condado de Canadian, declarou ao site. Agora, a professora Days está detida na penitenciária local sob fiança de 85 mil dólares, cerca de R$ 290 mil. Fonte: IG*


Gustavo Ferraz paga fiança de 50 salários mínimos e deve deixar presídio


Gustavo Ferraz paga fiança de 50 salários

O ex-chefe da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz, pode ser solto a qualquer momento. Isto porque, ele já entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o documento que comprova que sua fiança já foi quitada. Para deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, o ministro Edson Fachin estipulou que Ferraz deveria pagar uma fiança equivalente a 50 salários mínimos.

Inicialmente, o valor para liberação do ex-chefe era de 100 salários mínimos, contudo, após solicitação da sua defesa, sua fiança foi reduzida pela metade.

A fiança de Job Ribeiro Brandão, ex-assessor de Lúcio Vieira Lima, também foi diminuída e passou de 50 salários para 10, devido à sua “situação econômica ruim”.

Com a liberação de Ferraz, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) da Bahia, deve providenciar tornozeleiras eletrônicas para que ele utilize.

O ex-diretor da Codesal é um dos investigados do apartamento no bairro da Graça onde foram encontrados R$ 51 milhões em dinheiro vivo, montante atribuído ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e ao seu irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, ambos do PMDB-BA.

Varelanoticias

 

 


CAMAÇARI: Familiares procuram corpos de jovens brutalmente assassinados


Os rapazes sumiram na última quarta-feira (15/11)

Após receberem através das redes sociais, um vídeo mostrando o assassinato de dois jovens, os familiares das vitimas estão à procura dos corpos, que nas imagens são enterrados em uma cova rasa em um matagal. Os rapazes sumiram na última quarta-feira (15/11).

De acordo com informações passadas pela família, no vídeo eles são torturados até a morte, não é possível ver o rosto dos assassinos. Uma das vítimas se chama Micael Nascimento dos Santos e o outro de prenome Emerson, moradores da Cetrel, em Camaçari.

Ainda de acordo com informações não oficiais, o crime aconteceu em uma localidade chamada Jambeiro. As mães dos rapazes estão em estado de choque após receberem as imagens.

As policias em Camaçari e Lauro de Freitas foram acionadas e estão em busca de mais informações que possam levar ao paradeiros tanto dos jovens quanto dos criminosos. Não se sabe a motivação dos assassinatos.

Foto: Imagem capturada no vídeo do crime