Perseguição causa capotamento de viatura em Camaçari


Perseguição causa capotamento de viatura

Na noite desta terça-feira (14/11) uma viatura do 12º BPM (Batalhão da Policia Militar) de Camaçari capotou na via de acesso ao Bairro Nova Vitória, ao lado da Rodoviária. O acidente aconteceu durante uma perseguição.

Com o impacto do capotamento, duas palmeiras foram derrubadas e precisaram ser retiradas pela defesa civil. Uma unidade do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para prestar atendimento aos agentes.

Não foi passado para imprensa informações do estado de saúde dos policiais.



Lauro de Freitas: STF notifica Seap para aplicar tornozeleira em Gustavo Ferraz


Gustavo Ferraz

 

 

A Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) foi notificada nesta terça-feira (14) pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, para aplicar a tornozeleira eletrônica no ex-diretor da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz. Ele e o ex-assessor do deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), Job Brandão, estão cumprindo prisão domiciliar sem o uso de tornozeleiras eletrônicas. De acordo com a secretaria, foram abertas duas licitações para a aquisição do serviço de monitoramento eletrônico de pessoas.



‘Alguns delegados da PF tiveram desvios político-partidários’, diz Segovia


Delegado Fernando Segóvia na direção da Polícia Federal –

 

Indicado para substituir Leandro Daiello, diretor-geral da Polícia Federal mais longevo do período democrático, o delegado Fernando Segovia rechaça a possibilidade de pressões políticas interferirem nas investigações em andamento, promete dar mais velocidade aos inquéritos contra políticos e afirma ter como meta de gestão a unificação da corporação responsável pelas maiores operações de combate à corrupção do Brasil. Segovia falou ao Estado na sede da PF, em Brasília, na tarde desta terça-feira, 14. O novo diretor da PF negou indicação política de seu nome para o cargo e disse que não tem relação com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e com o ex-presidente José Sarney, ambos do PMDB. Sobre o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, o delegado afirmou que a relação se deu por causa de um convite para criação de um gabinete de segurança institucional na corte. Sobre a gestão na PF, o delegado disse que pretende dar um “upgrade” na equipe que cuida dos inquéritos de políticos para que eles tenham a mesma velocidade das investigações conduzidas na primeira instância. “Como há essa demanda reprimida dentro do STF (Supremo Tribunal Federal) e a necessidade que se tragam essas investigações na mesma velocidade das outras, talvez haja necessidade de reforço nessas investigações”. Leia mais no Estadão.

Estadão



Refúgio de Ricardo Teixeira no Brasil não é garantia de impunidade, diz PGR



Ricardo Teixeira

 

O Ministério Público Federal deu garantias às autoridades espanholas de que Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, será processado no Brasil por supostamente ter desviado milhões de euros da seleção e que seu caso não seria engavetado. A Espanha, que investigava o caso, aceitou o argumento e optou por transferir ao Brasil o processo criminal envolvendo o ex-cartola. Ele é acusado de lavagem de dinheiro e desvio de recursos dos jogos da seleção, denúncia revelada pela reportagem do Estado em 2013, algo que ele nega. Em julho, uma ordem de prisão internacional foi emitida pelos espanhóis contra Teixeira, que nega qualquer tipo de crime. Mas jamais foi aplicada no Brasil. O ex-dirigente vivia nos EUA até 2014, mas apressou sua mudança ao Brasil quando as investigações do FBI começaram a ganhar forma e eclodiram, em 2015, contra o mundo do futebol. Desde então, ele passou a ser investigado também na Suíça, Espanha, Andorra e foi até mesmo alvo de procuradores na França, que descobriram uma conta sua em Mônaco. A polícia espanhola chegou a flagrar uma conversa telefônica entre Teixeira e Sandro Rosell ex-presidente do Barcelona, em que o brasileiro o consulta sobre qual país seria adequado para uma saída caso sua situação no Brasil se complicasse. Na semana passada, o Estado revelou com exclusividade que Madri aceitou a solicitação da Procuradoria Geral da República (PGR) e deu sinal verde para que o processo contra o cartola seja enviado ao Brasil. Agora, documentos da decisão na Espanha sustentam que a transferência do caso para a Justiça o Brasil seria o melhor caminho para garantir uma punição e indicam que procuradores brasileiros foram quem solicitaram que o processo chegasse às suas mãos para “impedir a impunidade”. A cooperação judicial estava prevista em um acordo entre Brasil e Espanha, assinado ainda em 2006. Com base em reportagens do Estado, procuradores espanhóis iniciaram investigações que apontaram para o desvio de recursos envolvendo amistosos da seleção brasileira. O Ministério Público da Espanha prendeu o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, e emitiu ordem de prisão contra Teixeira. A suspeita é de que contratos falsos permitiam que cerca de 500 mil euros fossem desviados aos dois dirigentes, sem que serviços legítimos fossem prestados, a cada amistoso do Brasil. O dinheiro terminava em contas sigilosas em Andorra e o MP espanhol acusa tanto Rosell como Teixeira de fazer parte de uma organização criminosa transnacional. “Os fatos se referem à ocultação de recursos obtidos de forma ilegal a partir da venda de direitos audiovisuais da seleção brasileira de futebol realizada pela CBF, em favor da ISE, empresa com sede nas ilhas Cayman e titular do direito de organizar as partidas da seleção”, aponta o documento. “Teixeira e Rosell se utilizaram de empresas de fachada e contas bancárias, principalmente no principado de Andorra, para ocultar os recursos obtidos a partir das vendas de direitos de transmissão de jogos da seleção, com prejuízo para a CBF”, disse. “Autoridades espanholas descobriram que Teixeira, presidente da CBF entre 1989 e 2012 e membro da Fifa entre 1994 e 2012, recebeu indiretamente por meio de pessoas jurídicas grande parte dos 8,3 milhões de euros cobrados por intermédio da Uptrend, empresa com sede em Nova Jersey, nos EUA, na aquisição dos direitos de transmissão das partidas da seleção”, indicou.

Estadão



Justiça sequestra R$ 160 mi de Puccinelli e sua ‘organização’



André Puccinelli foi levado pelos agentes da Policia Federal depor na PF

 

A Justiça Federal decretou o sequestro de R$ 160 milhões do ex-governador André Puccinelli (PMDB) e de outros integrantes da organização criminosa supostamente liderada por ele em Mato Grosso do Sul. A medida atinge bens móveis e imóveis do peemedebista e de aliados dele, inclusive do próprio filho, o advogado André Puccinelli Júnior. Puccinelli e seu filho foram presos nesta terça-feira, 14, na Operação Papiros de Lama, quinta fase da Lama Asfáltica – investigação sobre desvios de R$ 235 milhões por meio de fraudes em licitações para obras rodoviárias e propinas em troca de créditos tributários a grupos empresariais. O ex-governador foi delatado pelo pecuarista Ivanildo da Cunha Miranda, que revelou pagamentos em dinheiro vivo para o peemedebista. A propina era retirada em São Paulo e levada pelo delator até Campo Grande, segundo ele próprio afirma, em mochilas e caixas que chegavam às mãos de Puccinelli. Segundo a PF, Ivanildo foi revelado por outro delator, o executivo Wesley Batista, da J&F. À Procuradoria, Wesley contou que Ivanildo levava a propina do grupo ao ex-governador, que teria recebido R$ 20 milhões. No acordo que fechou com a Procuradoria, Ivanildo comprometeu-se a pagar R$ 3 milhões de multa em seis parcelas. E, também, entregar aos investigadores os registros das viagens que alega ter feito para pegar a propina supostamente destinada a Puccinelli. A PF atribui ao ex-governador ‘papel central’ na organização. “Havia um comando na organização criminosa na figura do ex-governador, que tinha operadores e também beneficiários nesse sistema de lavagem de dinheiro que perdura até hoje”, disse o delegado Cléo Mazzotti, da PF em Campo Grande. Segundo Mazzotti ‘a continuidade na conduta delitiva justifica as preventivas deferidas’. “A investigação entende que o ex-governador, nessa estrutura, tinha um papel central. Até porque (Puccinelli) era beneficiário e garantidor de todo o esquema.” Puccinelli usava tornozeleira eletrônica desde maio, por ordem judicial. Ele foi o chefe do Executivo de Mato Grosso do Sul por dois mandatos, entre 2007 e 2014, período em que teria recebido propinas em dinheiro vivo das mãos de Ivanildo. O delegado Cléo Mazzotti disse que o bloqueio no montante de R$ 160 milhões de Puccinelli e de outros investigados alcança ‘pessoas físicas e jurídicas’. “É preciso proteger a sociedade retirando essas pessoas de circulação, por isso que nesse momento houve o deferimento dos pedidos de prisão preventiva”, disse o delegado. A PF assinala que as provas contra o ex-governador não se limitam aos relatos do pecuarista delator. “Não é só o testemunho dele (Ivanildo). Documentos comprovam (a delação)”, diz Mazzotti. “Óbvio que quem paga e quem recebe propina, normalmente, não vai dar um recibo, ‘eu paguei propina,. eu recebi propina’. Então, todo o arcabouço tem que ser comprovado de forma documental. No caso da Lama Asfáltica não têm recibos, mas planilhas.”

Estadão



Noivo de Zilu troca nudes com amante pelo WhatsApp, diz colunista


Noivo de Zilu troca nudes com amante pelo WhatsApp

Poucas horas depois de trocar alianças e divulgar nas redes sociais que teria ficado noiva, a ex-mulher do cantor Zezé, Zilu Camargo, recebeu uma notícia nada agradável.

O colunista Léo Dias, do jornal O Dia, publicou uma matéria, nesta segunda-feira (13), revelando que recebeu prints de conversas através do WhatsApp, mostrando que o atual noivo de Zilu, o empresário Marco Antônio Teles, teria uma amante em São Paulo.

Segundo o colunista, a conversa teria teor sexual, com direito a nude enviado pelo empresário.

Ainda de acordo com a matéria, alguns trechos da conversa diziam: “Você me deixa louco”, “Que dia você chega em São Paulo?”, “Cadê você? Deve estar com seu macho. Desculpa”.

Zilu Camargo ainda não se pronunciou sobre a notícia. No Instagram, apenas postou uma frase enigmática, de autoria do professor Leandro Karnal: “Eu só posso me ofender, se eu não me conhecer!”, disse. Veja:



Grazi Massafera termina namoro com empresário


O namoro da atriz Grazi Massafera com o empresário Patrick Bulus chegou ao fim

namoro da atriz Grazi Massafera com o empresário Patrick Bulus chegou ao fim, segundo informações do colunista Leo Dias. Eles estavam juntos há um ano e meio e, segundo pessoas próximas, continuam amigos.

Patrick foi o primeiro relacionamento assumido de Grazi após a separação em 2013 de Cauã Reymond, com quem foi casada por seis anos.

De acordo com o colunista, a atriz e o empresário já faziam planos de casamento e filhos.

Patrick é ex-namorado de Mariana Rios e um dos ricaços do Rio de Janeiro, herdeiro de uma das maiores seguradoras do país.  Os dois se conheceram através do personal trainer Chico Salgado.



Claudia Leitte lança aplicativo próprio: ‘Forma de conhecer melhor meus fãs’


Claudia Leitte lança aplicativo próprio

A cantora Claudia Leitte irá lançar em dezembro, um aplicativo de celular que leva seu nome. A cantora será a primeira artista feminina brasileira a possuir um. “O mais incrível é a aba ‘fan feed’, em que meus seguidores vão poder gerar conteúdo para que eu poste nas minhas redes. É também uma forma de conhecer melhor meus fãs.

E neste país tem mais celular do que gente”, diz ela ao colunista Bruno Astuto. Além dessa novidade, a baiana falou de outros projetos. “Vem música em inglês e também em espanhol.

Sem falar na minha parceria com Maiara e Maraísa. Tem surpresas, e eu e Anitta temos planos: estamos cuidando do show Combatchy, em São Paulo”, lembra. Por fim, falou da missão de assumir o “The Voice Kids” após 5 temporadas na versão adulta.  “Somos uma família no The voice. Nem Ivete me substituiu nem eu a ela. Amo o programa e agora minha gratidão vai ficar ainda mais evidente, porque eu sou louca por criança”.



Jornalista morta em Salvador seria amante de suspeito; vítima foi apedrejada


Jornalista morta em Salvador seria amante de suspeito

 

A jornalista encontrada morta no Edifício Catabas Empresarial onde trabalhava, na Avenida Tancredo Neves, em Salvador, era amante do suspeito. O homem, de 32 anos, detido nesta terça-feira (14), confessou o crime para a polícia e alegou que ela estava o pressionando para colocar fim em um relacionamento com outra mulher. Os dois se conheciam há três anos.

Na noite de segunda (13), Daniela Bispo, de 38 anos, deixou a sala do trabalho, em uma empresa de Call Center, para supostamente comprar remédios, no entanto, ela foi se encontrar com o acusado e não retornou mais. Segundo a delegada Milena Calmon, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o homem foi até o prédio e lá as agressões foram iniciadas.

“Houve uma discussão, e ele contou que começou a agredir ela com socos. Depois, retirou uma pedra que tinha levado na mochila e passou a agredi-la com pedradas. Ela caiu um lance de escadas, do 6º para o 5º andar. Em seguida, ele trocou de camisa enquanto descia as escadas e saiu pela garagem do prédio”, explicou.



Governador anuncia que concurso da Polícia Civil terá mil vagas


Governador anuncia que concurso da Polícia Civil

 

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (14) que o concurso da Polícia Civil terá 1.000 vagas. Segundo o petista, a publicação do edital do certame será feita na primeira quinzena de dezembro. Das vagas anunciadas, 880 serão para investigador de polícia, 82 para delegado e 38 para escrivão. “Me reuni nesta semana com o secretário da Segurança Pública, com o secretário da Administração do Estado e também com o secretário da Fazenda, e nós batemos o martelo, e o concurso público será realizado com mil vagas para a Polícia Civil, entre agentes policiais civis e delegados”, afirmou o governador, durante uma edição do #PapoCorreria, programa transmitido ao vivo na página de Rui no Facebook.

Segundo o governo do Estado, a Polícia Civil pediu a abertura do concurso por causa da aposentadoria, exonerações e morte de policiais. A previsão para o ingresso dos novos policiais na corporação é em julho de 2018. Antes de serem convocados os candidatos farão provas objetivas e discursivas e, depois, precisam passar por exames médicos e teste de aptidão física, fases que também são eliminatórias.

Serão submetidos também a exames psicotécnicos e passarão por investigação social. De acordo com dados da Secretaria de Comunicação do Estado, entre 2015 e 2017, foram nomeados 1.850 novos policiais militares. No ano de 2016, 687 novos policiais foram incorporados aos quadros da Polícia Civil, além da contratação, também, de 414 novos agentes penitenciários e 121 peritos para o Departamento de Polícia Técnica. Considerado o maior da história pelo governo, o concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foi realizado em junho deste ano. O certame visa preencher 2.750 vagas, 2 mil para PM e 750 para Bombeiros



google-site-verification: google9fc9670e008f5262.html